Mercado reduz expectativa para inflação em 2018

De olho numa aposta positiva do PIB, economistas mantêm otimismo ao consultar resultado apresentado pelos principais indicadores econômicos do Brasil.

Autor: Infomoney/G1

Os economistas semanalmente consultados pelo Banco Central no famoso relatório Focus voltaram a apresentar uma visão mais otimista sobre o desempenho dos principais indicadores brasileiros. Conforme aponta a mais recente pesquisa divulgada na manhã desta segunda-feira (26), a mediana das projeções para o PIB (Produto Interno Bruto) subiu de 2,80% para 2,89% neste ano, ao passo que no seguinte se mantiveram em 3%.

Melhora também foi observada nas projeções para a inflação oficial medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). A mediana para o indicador recuou de 3,81% para 3,73% neste ano, ao passo que para 2019 as apostas continuaram em 4,25%. Já a Selic permaneceu em 6,75% para 2018 e em 8% no ano seguinte. Do lado do câmbio às projeções também não sofreram alteração: R$3,30 e R$ 3,39 para os respectivos períodos.

A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Para alcançá-la, o Banco Central eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic). Para 2019, o mercado financeiro manteve sua expectativa de inflação estável em 4,25%. A estimativa do mercado está em linha com a meta central do próximo ano e também dentro da banda do sistema de metas (entre 2,75% e 5,75%).

Produto Interno Bruto

Para a expansão do PIB de 2018, os economistas dos bancos elevaram sua estimativa de crescimento de 2,80% para 2,89%. Foi a segunda alta seguida deste indicador. Para o ano que vem, a expectativa do mercado para expansão da economia continuou em 3%.

O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia. Em 2016, o PIB teve uma retração de 3,5%, mas voltou a registrar alta neste ano. No terceiro trimestre do ano passado, o crescimento foi de 0,1%.

Taxa básica de juros

Os analistas do mercado também mantiveram a previsão para a taxa básica de juros da economia, a Selic, em 6,75% ao ano para o final de 2018. Atualmente, a taxa está neste patamar. Ou seja, o mercado continua estimando manutenção dos juros no resto deste ano.

 

Gostou do texto? Opine, reclame, comente! Contribua para que os consultores da Beta X Educação e Gestão possam cada vez mais trazer o melhor conteúdo para o seu negócio. Lembrando que somos especializados em Gestão e Sucessão de Empresas Familiares, Treinamento de Líderes, Capacitação de Profissionais, Planejamento Estratégico, Marketing Digital, Gestão de Pessoas, Investimentos e Carreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *